Novas linhas de produção de Dispositivos Médicos e de Suplementos Alimentares

A FINAO BIOTECH é uma PME, constituída em julho de 2010 e com sede na incubadora BioBIP situada no Campus do Politécnico de Portalegre e dedica-se, neste momento, ao licenciamento e à comercialização de produtos para a saúde. Com o presente projeto, a empresa busca uma posição mais atuante na cadeia de valor de dispositivos médicos e produtos para a saúde, tornando-se produtora/fabricante de dispositivos médicos (preparações farmacêuticas) e suplementos alimentares.

Para a prossecução destes objetivos, a empresa irá construir uma unidade industrial no Parque Industrial de Portalegre. Esta fábrica irá produzir dispositivos médicos e produtos para a saúde sólidos, semi-sólidos e em cápsulas. A gama de produtos a ser produzido envolve gel, hidrogel para ser impregnado em pensos, emulsão de azeite e solução de açaí.

Designação do projeto |Novas linhas de produção de Dispositivos Médicos e de Suplementos Alimentares
Código do projeto | ALT20-01-0853-FEDER-046348
Objetivo Temático | Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação; Reforçar a competitividade das pequenas e médias empresas.
Região de intervenção | Portalegre, Portalegre, Alentejo
Entidade beneficiária | FINAO Biotech, Lda
Sistema de Incentivos | Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional
Data de aprovação | 2019-12-05
Data de início | 2020-02-01
Data de conclusão | 2022-01-31
Custo total elegível | 544 527,30 euros
Apoio financeiro da União Europeia | 326.716,38 euros

Objetivos, atividades e resultados esperados

O projeto prevê a criação de uma nova unidade produtiva, com duas linhas de produção: uma para fabrico de dispositivos médicos (cremes e emulsões) e outra para suplementos alimentares (na forma farmacêutica de cápsulas). Em termos de processo, este é inovador para a empresa, uma vez que a FINAO Biotech não dispõe atualmente de unidade de produção. Em termos de inovação de produto, está prevista a criação e fabrico de linhas próprias de produtos. Dispondo de produtos próprios, a empresa pode juntamente com os produtos produzidos por terceiros, expandir as áreas de intervenção terapêutica, beneficiando de relações comerciais já estabelecidas. Como novos produtos, temos por um lado os suplementos alimentares, que serão uma solução bebível à base de açaí e cápsulas que induzem o processo de cetose para perda de peso; e por outro, os dispositivos médicos, nomeadamente um gel, um hidrogel (para pensos de gelana) à base de mel e polímetros cicatrizantes (ácido hialurónico) para o tratamento de feridas, e uma emulsão de azeite hiperoxigenado para o tratamento de úlceras de pressão (em doentes ou idosos acamados). Ao nível organizacional, está prevista a aquisição de um software de gestão, no montante de 50.000 euros. A empresa irá implementar um Sistema de Gestão da produção inteligente/automatizado, integrado em parceria com os fornecedores e os clientes, sendo possível o acompanhamento em tempo real da produção. Deste modo, existirá um fornecimento e gestão de stocks in-time, com vista à maximização da eficiência da produção e à redução do desperdício. A produção realiza-se de acordo com as encomendas, de modo autónomo e recorre a decisões de modo descentralizado. Ao nível do marketing, nomeadamente do comércio eletrónico (e-commerce) a FINAO Biotech prevê a abertura de uma loja virtual para a venda online dos novos produtos. A plataforma digital permitirá a expansão dos canais de venda e de comunicação da empresa, e o alcance de novos clientes a um custo reduzido. Após um período de adaptação, é previsível que para alguns segmentos, grande parte das vendas seja processada através da referida plataforma.